“Vamos ficar com quem acredita no Kleber”, diz Firmino Filho sobre saída de partido

 “Vamos ficar com quem acredita no Kleber”, diz Firmino Filho sobre saída de partido

O prefeito Firmino Filho (PSDB) falou sobre a possibilidade da saída de partido da base aliada. Siglas como Republicanos, PSL e PV discutem a possibilidade de seguirem para a oposição. Para o prefeito, só deve ficar na base quem de fato estive “acreditar” na  pré-candidatura do tucano Kleber Montezuma.

Firmino diz acreditar que, com diálogo, ser possível manter alguns desses partidos na base aliada.

“Vamos estar com as pessoas que acreditem no nosso trabalho e que tem compromisso com nosso projeto. De todos esses nomes, a imensa maioria vai ficar junto com o Kleber Montezuma e vamos fazer uma campanha bonita. Acredito que temos que ficar junto com pessoas que tenhamos ideias comuns, práticas comum que possamos não apenas  fazer uma campanha juntos, mas também, administrar juntos. Vamos ficar juntos daqueles que acreditam no Kleber e na sua forma de gestão. Boa parte desses partidos estarão com o Kleber. É uma questão de pouco tempo”, afirmou.

Firmino avalia que as conversas entre o senador Ciro Nogueira e nomes como Wilson Martins (PSB) e João Vicente Claudino (PTB) terão implicações em 2022. O grupo formado por PSDB e Progressistas quer  o apoio dessas forças na disputa estadual.

“São duas conversas distintas. Uma é a questão estadual e outra municipal. Acredito que a saída do Ciro da base governamental criou um processo de polarização crescente no estado do Piauí. Essa eleição de 2020 vai ter consequências para 2022. Essas conversas que estão sendo feitas há nível de estado vão ter implicações municipais. Não são as mesmas conversas. São coisas distintas”, afirmou.

Sobre a escolha do vice, Firmino diz não haver pressão. O prefeito afirma que o diálogo com o progressistas é fundamental para uma boa escolha.

“Essa escolha pode ocorrer até a convenção. Ainda temos tempo para conversar. Temos vários nomes importantes e obviamente temos o compromisso de ouvir os progressistas nessa escolha. Eles são nossos aliados mais fortes dentro da nossa base. É fundamental que eles possam fazer a escolha eventualmente de um próprio membro do partido”, destacou.

Sobre possível veto ao nome de Sílvio Mendes, Firmino diz que é uma questão dos progressistas.

“Essa é uma questão dos progressistas. O Dr. Sílvio não é filiado ao PSDB, portanto, é um militante do progressistas e a escolha do vice fica a cargo desse partido”, afirma.

cidade verde

Digiqole ad

Matérias relacionadas