Camilo se recursa acompanhar Bolsonaro em inauguração de trecho da transposição do São Francisco

 Camilo se recursa acompanhar Bolsonaro em inauguração de trecho da transposição do São Francisco
(Foto: Reprodução/Instagram)

O governador do Ceará, Camilo Santana, se recusou a recepcionar e acompanhar o presidente da República, Jair Bolsonaro, ao interior do Estado, nesta sexta-feira (26/6), para inaugurar um trecho da transposição do rio São Francisco.

Interlocutores disseram que o motivo da recusa se deve à correria com a pandemia do coronavírus. Só que o motivo, aparentemente, deva ser muito mais político, pois o evento é histórico e Camilo optou por se reservar para não aparecer ao lado de Bolsonaro durante fotos na inauguração. O que fortaleceria, automaticamente, a imagem de Bolsonaro no Estado. A informação saiu no Estadão.

Pelas redes sociais, Camilo comemorou a chegada das águas do Rio São Francisco e citou o presidente Bolsonaro em publicação realizada na manhã de hoje. “É um dia muito importante para o nosso Ceará: o dia da chegada das águas do Rio São Francisco, uma obra de imensa relevância para o nosso estado, que foi concebida e tocada no governo Lula, com o apoio do ex-ministro Ciro Gomes, e continuada pelos Governos Dilma, Temer e, agora, Jair Bolsonaro. Agradecemos a todos pela contribuição para o desenvolvimento dessa obra histórica para o Nordeste”, publicou.

Apoiadores

Outra especulação sobre a ausência de Camilo gira em torno do posicionamento de Ciro Gomes, padrinho político do governador, que também esteve à frente das obras da Transposição quando era ministro do governo Lula e não conseguiu concluir a obra histórica.

Nesta quinta-feira (26/06), Bolsonaro também anunciou liberação de R$ 54 milhões para obras do Cinturão das Águas do Ceará. O presidente foi representado por seu ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, que anunciou a liberação ao lado do governador. Hoje, o governador cearense não só se recusou a acompanhar Bolsonaro, como decidiu não enviar representante.

Recepção

Ao chegar no aeroporto de Juazeiro do Norte (a 600km de Fortaleza), Bolsonaro foi recepcionado pelo líder da bancada federal, deputado Domingos Neto. A primeira parada na agenda do presidente no Nordeste acontece em Salgueiro, em Pernambuco, onde será acionado o botão para liberação das águas no Ceará.

Fonte; Portal ANC

Digiqole ad

Matérias relacionadas