Saiba quais municípios são epicentros da pandemia de coronavírus no Piauí

 Saiba quais municípios são epicentros da pandemia de coronavírus no Piauí

 

 

 

Pesquisadores da Universidade Estadual do Piauí (Uespi) fizeram um levantamento sobre a interiorização da Covid-19 no estado e apontaram os epicentros do coronavírus no Piauí. As informações estão no Boletim do Observatório de Vigilância Sanitária e Epidemiológica da instituição e foram divulgadas na terça-feira (23/06).

O tempo da pesquisa levou em conta os casos diagnósticos no período de 19 de março a 13 de junho de 2020 e apontou quais os epicentros locais. Segundo o professor Vinícius Alexandre, especialista em Vigilância Sanitária e doutorando em Epidemiologia pela Fundação Oswaldo Cruz, a pesquisa encontrou um “processo ascendente” de casos durante a pandemia e que, portanto, uma flexibilização de setores, no momento, é desfavorável.

A seguir, os municípios selecionados pelos pesquisadores com o total de casos contabilizados, até a terça-feira (24), conforme levantamento do OitoMeia:
  • Teresina: 6.305 casos
  • Parnaíba: 2.134 casos
  • Campo Maior:  546 casos
  • Barras: 471 casos
  • Picos: 446 casos
  • Esperantina: 327 casos
  • Demerval: Lobão 258 casos
  • Piripiri: 251 casos
  • Altos: 297 casos
  • União: 216 casos
  • Bom Jesus: 199 casos
  • Água Branca: 194 casos
  • Uruçuí: 190 casos
  • Miguel  Alves: 171 casos
  • Batalha: 119 casos
  • Oeiras:  147 casos
  • Floriano: 147 casos
  • Luís Correia: 146 casos

 

O especialista considerou as taxas de crescimento da doença no Estado para fazer uma pesquisa descritiva e de análise exploratória dos casos da Covid-19 no Piauí. O objetivo, segundo o pesquisador, foi apontar os índices da interiorização do novo coronavírus.

“Nós avaliamos o crescimento de casos no Estado e temos, agora, uma noção melhor de como essa doença está se espalhando. É importante para que os gestores e toda a comunidade possam ter um planejamento e um posicionamento diante dessa pandemia, já que eles sabem a dinâmica com que o espalhamento dessa doença está ocorrendo […] Diante disso, a partir de dados científicos, somos desfavorável a um  flexibilização por conta de um processo ascendente que vivemos diante dessa crise pandêmica”, afirmou o professor Vinícius.

Fonte: Oito Meia com informações do Governo do Piauí

Digiqole ad

Matérias relacionadas