Procura por Ivermectina aumenta nas farmácias de Picos

 Procura por Ivermectina aumenta nas farmácias de Picos

A Ivermectina, usada para tratamento contra parasitas em seres humanos e animais, tem sido a aposta de inúmeras pessoas no Brasil e no mundo como um medicamento preventivo contra a Covid-19. Até o momento não existe nenhum dado científico ou estudo conclusivo que comprove a eficácia do uso da Ivermectina para o novo vírus. No entanto, na cidade de Picos a procura do mesmo tem se intensificado nas farmácias, drogarias e distribuidoras de produtos farmacêuticos.

Cientistas australianos publicaram em junho um estudo científico informando que o remédio conseguiu parar a replicação do vírus em laboratório. Foi o bastante para que muitos corressem até a farmácia para obter a medicação que é indicada para tratar de verminose, sarna e bicho geográfico. Vale ressaltar que o uso indevido não é recomendado.

A  Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) já havia soltado uma nota informando que os estudos relacionando a Ivermectina ao tratamento da Covid-19 não eram conclusivos. O texto também afirma que o uso do medicamento para indicações não previstas na bula é de escolha e responsabilidade do médico prescritor e que não existem remédios aprovados para prevenção ou tratamento da doença no Brasil.

A doméstica, Maria Tereza, em entrevista a reportagem do Folha Atual disse ter comprado o medicamento há dois meses por indicação de uma amiga e já está fazendo uso do mesmo. Segundo ela, não houve reações colaterais.

“Comprei o remédio na farmácia após uma amiga ter indicado. Tomo há dois meses e não tive nenhuma reação, mas também até agora não peguei essa doença. Claro que continuo adotando os devidos cuidados, não relaxo”, disse Maria Tereza.

A reportagem do Folha Atual também percorreu farmácias, drogarias da cidade de Picos. Em todos os estabelecimentos de saúde foi confirmada a intensa procura pelo remédio, em algumas delas, estoque já esgotado.

Folha atual

Digiqole ad

Matérias relacionadas