Polícia prende cinco pessoas em duas operações por suspeitas de homicídio e tráfico de drogas em Pio IX

 Polícia prende cinco pessoas em duas operações por suspeitas de homicídio e tráfico de drogas em Pio IX

A Polícia Civil de Pio IX, acompanhada da Polícia Militar, Canil, Força Tática e delegacia de Fronteiras, prendeu três homens investigados por homicídio e mais dois por tráfico em Pio IX nesta quarta-feira, 22 de julho.

As prisões, apesar de procederem de forma simultâneas tratam-se de casos diferentes. Houve captura no centro e na zona rural do município.

No centro, as duas pessoas presas são investigadas pela venda de entorpecentes e foi apreendido com elas material de embalar maconha e papelotes de cocaína.

                 
                              Material apreendido durante operação em Pio IX – Foto: Polícia Civil 

Três mandados foram cumpridos na Serra da Odilândia, na zona rural, contra suspeitos de envolvimento no homicídio de Pedro Francisco da Costa. O crime que completa um mês nesta quarta-feira (22).

De acordo com o delegado, Aureliano Barcelos, depoimentos de testemunhas foram suficientes para o juiz da comarca deferir as prisões.

“As investigações logo após a morte se iniciaram e foram ouvidas algumas testemunhas. Com os depoimentos o juiz desta comarca deferiu a prisão temporária deles para que os fatos sejam devidamente esclarescidos.” Disse Barcelos.

A defesa afirma que irá fazer o pedido da revogação da prisão temporária e liberdade provisória com isenção de fiança. Os suspeitos negam o crime, e para o advogado não existe elemento capaz de justificar o cárcere preventivo e temporário.

                Armas Apreendidas em operação no município de Pio IX – Foto: Polícia Civil

Revólveres, espingardas, drogas e munições foram apreendidas durante as operações.

A Polícia Civil afirma está trabalhando em parceria com a Polícia Militar no sentido de dar resposta em relação aos últimos homicídios na cidade de modo a torná-la mais segura. A identidade dos acusados não foi divulgada pela Secretaria de Segurança Pública.

Fonte: Lucas Andrade/Meio Norte

 

Digiqole ad

Matérias relacionadas