Homem acusado de estuprar criança de 7 anos é preso no Piauí

 

 

Polícia Civil do Piauí prendeu nesta segunda-feira (13) um homem acusado de ter estuprado uma criança de apenas 7 anos de idade na cidade de Domingos Mourão. De acordo com a polícia, ele tem 59 anos e morava próximo à residência da vítima. O acusado teria usado da confiança que a família da menina tinha nele para poder cometer o estupro.

Em conversa com o Portalodia.com, o titular da Delegacia Regional de Pedro II e responsável pelas investigações, delegado Adalberto de Castro Júnior, deu detalhes do ocorrido. Segundo ele, a denúncia foi feita pela mãe da criança, que relatou os atos libidinosos praticados pelo acusado.

“No dia 07 de junho, ele chamou a criança para brincar com a sobrinha dele na casa dele, mas ao chegar lá, a menina constatou que não havia sobrinha nenhuma. Ele, então, deitou na rede com ela, tocou as partes íntimas e a beijou à força, chegando inclusive a violar o órgão sexual dela com o dedo”, diz ele.


Foto ilustrativa – Agência Brasil

Ao chegar em casa, a criança relatou à mãe o ocorrido e ela procurou imediatamente a polícia para fazer a denúncia formal. O delegado Adalberto contra que ouviu também a criança, acompanhado de conselheiros tutelares e psicólogos, e ela relatou os mesmos fatos informados pela mãe. Diante dos depoimentos e da materialidade do crime, ele pediu na Justiça pela prisão preventiva do acusado.

O mandado foi expedido ontem (13) e imediatamente a polícia deu cumprimento, encontrando o acusado em uma residência no Localidade Estaleiro, zona Rural do município de Domingos Mourão. Segundo o delegado Adalberto, o local é de difícil acesso, mas não houve resistência à prisão. O acusado foi encaminhado para a delegacia regional de Pedro II, onde teve seu depoimento colhido.

Apesar de negar todas as acusações, ele permanece preso porque, segundo a polícia, não há duvidas de que ele tenha sido o autor do crime de estupro de vulnerável praticado contra a criança. Ele permanece preso à disposição da justiça e a menina está em casa no convívio da família fazendo acompanhamento junto ao Conselho Tutelar e psicólogos.

Via Portal O Dia

 

Digiqole ad

Matérias relacionadas