Estudante do sertão piauiense é escolhido para representar o Brasil em programa dos EUA

 Estudante do sertão piauiense é escolhido para representar o Brasil em programa dos EUA

O pai é um agricultor analfabeto. Allan entendeu que precisaria ir mais longe e não mediu esforços para prosseguir nos estudos. O aluno de escola pública conseguiu uma bolsa do ProUni e hoje cursa Direito em Teresina. Com um olhar voltado para a realidade que o cerca, tornou-se voluntário do Fundo das Nações Unidas para a Infância – UNICEF.

 

Agora, o jovem piauiense dá um salto mais alto. Ele acaba de ser selecionado para representar o Brasil na Academia de Liderança da América Latina, em Medellín, na Colômbia. Este é um programa criado por norte-americanos  que reúne jovens líderes representantes de diversos países da América Latina e é uma espécie de passaporte para quem sonha com uma vaga nas melhores universidades dos EUA, como a de Harvard. Antes, Allan já havia representado o Piauí em um encontro de líderes jovens dessa mesma organização, sediado em São Paulo.

O menino de São João do Piauí nunca se conformou com o determinismo esperado aos que nascem no seio de uma família pobre no sertão piauiense. “As pessoas sempre tentaram me dizer qual era o meu lugar na sociedade, que eu só estudaria até o fundamental.” Determinado, planejou seu caminho trilhado no bem que é universal e eterno: a educação. Agora, ele já faz planos para o futuro. E sabe qual é? Cursar o mestrado em Harvard. Ainda bem que Allan não acreditou no que lhe disseram quando ele ainda era criança.

Digiqole ad

Matérias relacionadas