Campo Grande, Massapê, Monsenhor Hipólito, Simões, Vila Nova e mais 16 municípios do Piauí registram isolamento social acima de 50%

 Campo Grande, Massapê, Monsenhor Hipólito, Simões, Vila Nova e mais 16 municípios do Piauí registram isolamento social acima de 50%

Um total de 21 municípios do Piauí registram isolamento social acima de 50% na última quinta-feira (02/07), segundo dados divulgados pelo Governo do Estado. A média de isolamento em todo o Piauí, no entanto, ficou em 43%, o que foi suficiente para deixar o estado como o segundo onde as pessoas mais ficaram em casa na quinta-feira. O Acre registrou o melhor número. Entre as capitais, Teresina fico no topo do ranking.

São Miguel do Fidalgo foi a cidade piauiense com melhor desempenho com 62,50%. Logo depois aparece Campo Grande do Piauí, com 57,60% e Brasileira, com 57,40%. Os municípios que ficaram acima de 50% no isolamento social são: Massapê do Piauí, Monsenhor Hipólito, Dom Expedito Lopes, Vila Nova do Piauí, Novo Santo Antônio, Santana do Piauí, São João do Arraial, Cabeceiras, Murici dos Portelas, Sebastião Barros Juazeiro, Jatobá, Simões, Morro do Chapéu, Várzea Grande, Antônio Almeida, Caraúbas e Floresta do Piauí.

Desde quinta-feira, o Piauí adotou medidas mais rígidas de isolamento para evitar a proliferação do novo coronavírus. Neste sábado (04/07) e domingo (05/07) as restrições ficam ainda maiores com o fechamento de supermercados e postos de combustíveis, que resolveram não recorrer na Justiça dos decretos  do governador Wellington Dias.

O lockdown parcial foi adotado em todo o estado porque na próxima segunda-feira (06/07), tem início a retomada das atividades econômica na capital e no interior. O governo já alertou que mesmo com a flexibilização, as restrições seguirão durante os finais de semana de todo o mês julho. O governador Wellington Dias pediu o apoio da população para que a retomada avance sem precisar de suspensão.

“Quero agradecer a todos que seguem cumprindo o isolamento e pedir novamente que continuem seguindo as medidas. Sei que é incômodo, mas é importante para salvar vidas e poder retomar aos poucos. Queremos alcançar neste final de semana uma queda maior ainda da transmissibilidade do vírus para que na segunda-feira (06) tenhamos condições de avançar na decisão sobre a flexibilização, mas para isso cada um precisa fazer a sua parte”, disse o chefe do executivo estadual.

Fonte: Portal O Dia

 

 

Digiqole ad

Matérias relacionadas