Cabo piauiense filma própria morte e família divulga vídeo pedindo justiça

 Cabo piauiense filma própria morte e família divulga vídeo pedindo justiça

Hoje completa dois anos do assassinato do policial militar do Piauí, Samuel de Sousa Borges, em Teresina. O vídeo exclusivo do momento dos disparos de arma de fogo que matou o policial foi divulgado, nesta segunda-feira (1), pelos familiares, como forma de pedir por justiça. Até agora, o julgamento do autor do crime, o policial militar do Maranhão, Francisco Ribeiro dos Santos Filho, não ocorreu. A família de Samuel fala da saudade e do sentimento de indignação pela lentidão do processo.

O vídeo gravado por Samuel e divulgado pela família faz parte do inquérito como prova do crime. “É um vídeo com cenas muito fortes. Eu não gosto nem de ver porque não consigo imaginar o meu esposo, nesse momento que passou, na frente do meu filho. Meu esposo estava levando o meu filho para a escola, como sempre fazia. A gente decidiu postar hoje para que a justiça seja feita, o mais rápido possível. Faz dois anos que o meu esposo partiu. A dor de perder um ente querido, a dor da injustiça, até agora nada feito. É difícil, muito difícil”, comenta a viúva de Samuel, Jaysse Borges em entrevista à TV Cidade Verde.

Foto: Arquivo pessoal

Na entrevista, emocionada, Jaysse Borges fala sobre a dor de perder o marido e da injustiça vivida há dois anos. Ela questiona a lentidão no processo judicial que não realiza o julgamento do acusado. Atualmente, o PM do Maranhão está preso por outros crimes, incluindo homicídios. A atual prisão não está relacionada ao homicídio de Samuel, por esse crime Francisco Ribeiro responde em liberdade.

“Meu filho está sem o pai dele dentro de casa. São muitas lembranças.  É mesmo para cobrar da Justiça, que a justiça seja feita no caso do meu marido. É isso que eu peço diante das autoridades: o que está acontecendo? Já são dois anos e nada! Esse meliante ainda está na Policia Militar do Maranhão, recebendo dinheiro, o salário dele; ele tirou a vida do meu esposo, isso não está certo”, declara.

Veja o vídeo:

Digiqole ad

Matérias relacionadas