Antes de morrer, paciente que foi para festa diz: “Achei que Covid fosse fake”

Um paciente, na faixa dos 30 anos, disse a uma enfermeira do Methodist Healthcare Hospital, em San Antonio, no Texas, Estados Unidos, pouco antes de morrer que achava que o ” vírus fosse fake “. A reportagem é do iG/ Último Segundo.

O homem, que não foi identificado, confessou ter participado de uma ” Covid Party ” ( Festa Covid ) antes de ter contraído o coronavírus. Nesse tipo de evento, participantes põe a vida em risco para ver se “o coronavírus é real ou não”, numa espécie de “roleta russa”. Pessoas diagnosticadas com Covid-19 são convidadas.

As ” Festas Covid ” teriam começado em universidades do Alabama, nos EUA. Nelas, jovens chegam a apostar dinheiro para ver quem pega o novo coronavírus primeiro . As festas se espalharam por outros estados americanos.

“Pensei que o vírus fosse fake, mas não é, Acho que cometi um erro”, disse o paciente, que morreu horas depois, segundo Jane Appleby, diretora do hospital, que ouviu o relato da enfermeira e o reproduziu à ABC News.

“Não quero ser alarmista. Estamos apenas tentando compartilhar alguns exemplos do mundo real para ajudar nossa comunidade a perceber que este vírus é muito sério e pode se espalhar facilmente”, completou a médica.

iG/ Último Segundo.

Digiqole ad

Matérias relacionadas